16.10.07

A declaração

Se há coisa melhor que assistirmos à entrega de uma declaração do IRS ou de alguém a dizer "eu declaro-me culpado!", é quando assistimos a uma declaração de amor feita com cabeça, tronco e joanetes. Sim, porque nos tempos que correm o romantismo anda pelas ruas da amargura a pedir esmola nas estações de metro, mas de repente aparece alguém que consegue arrasar com algo que não vem escrito nos corriqueiros manuais de engate, publicados por uma qualquer editora nacional de esquina que também vende clips e feijão ao quilo.

Aplaudam, senhoras e senhores, pois é desta paixão que temos falta não só no governo mas também nas equipas que auxiliares de limpeza e equiparados. Silêncio! (e muita atenção)



2 comentários:

Neuza Diza Silva disse...

lOLOL so tu pa
lol

Sara Guerra...Pensamentos.. disse...

Estou CHOCADA com este vídeo........até me senti mal pelo miudo....tou aqui..."tou-me" a arrepiar....de pensar que esta alminha fez este vídeo....ainda não consigo acreditar no que vi....e eu pensava que era louca.....até nem sou muito.....lol